• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhador@s dos Correios estão em greve

Goiânia, Uruaçu, Goianésia e Santa Helena de Goiás já aderiram ao movimento, que tem alcance nacional

Publicado: 22 Setembro, 2017 - 14h12

Escrito por: Laryssa Machado, assessora de Comunicação do Sintect-GO

notice

 

Trabalhador@s dos Correios em Goiânia, Uruaçu, Goianésia e Santa Helena de Goiás estão em greve desde a última terça-feira (19).
 
Em Goiânia, os grevistas estão se concentrando na Agência Central, localizada na Praça Cívica. Até o momento, cerca de 600 trabalhador@s, entre carteir@s, operador@s de triagem e transbordo (OTTs) e atendentes comerciais, já aderiram à paralisação.
 
As bases sindicais de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Brasília (DF), Campinas (SP), Ceará, Espírito Santo, Goiás, Juiz de Fora (MG), Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Ribeirão Preto (SP), Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Maria (RS), Santos (SP), São José do Rio
Preto (SP), Sergipe, Santa Catarina, Uberaba (MG) e Vale do Paraíba (SP) já aderiram à greve, que é parcial, com redução de funcionários nas unidades.
 
A greve faz parte do calendário da Campanha Salarial da categoria, iniciada em julho. A primeira reunião entre os representantes d@s trabalhador@s e os Correios, prevista para iniciar no dia 8 de agosto, só aconteceu no último dia 12 de setembro, após ser adiada várias vezes pela Empresa.
 
Negociação
Nas últimas reuniões de negociação, a empresa propôs retirar diversos direitos já conquistados pel@s trabalhador@s nos acordos coletivos anteriores, como: a responsabilidade civil da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) em acidentes de trânsito; indenização por morte ou invalidez; pagamento das remunerações ao empregado inapto para o retorno ao trabalho, enquanto ele aguarda julgamento de recurso no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS); fim da ginástica laboral, entre outros.
 
A categoria reivindica a manutenção dos direitos já conquistados anteriormente, reposição de 8% para todos os trabalhadores da ECT + R$ 300,00 linear, Ticket de R$ 45,00, vale cesta no valor de R$ 440,00, aumento de 10% nos demais benefícios e a manutenção de várias conquistas já garantidas anteriormente. Além disso, @s trabalhador@s dos Correios são contra o fechamento de agências pelo País e a privatização, além da cobrança de mensalidade no plano de saúde da categoria.
 
Contatos SINTECT-GO
Elizeu Pereira – Secretário Geral – 9688-8406
Eziraldo Vieira – Secretário de Finanças - 9688-8402 - 3280-4415
carregando