• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Servidores da Saúde de Goiânia se mobilizam e UFG abre concurso

Programa Antena Ligada da Rádio Trabalhador conversa com Fernando Mota e Ricardo Manzi

Publicado: 02 Fevereiro, 2018 - 09h41

Escrito por: Maisa Lima, assessora de Comunicação da CUT Goiás

notice

Nesta quinta-feira (1º) o programa Antena Ligada da Rádio Trabalhador (www.radiotrabalhador.com.br), que vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 10 às 11 horas, recebeu no estúdio os sindicalistas Ricardo Manzi e Fernando Mota. Manzi, que é vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde no Estado de Goiás (Sindsaúde) falou sobre as reivindicações dos trabalhadores da Saúde do município de Goiânia, que no ano passado levaram um calote do prefeito Iris Rezende (MDB), que não pagou a data-base de 4,08% para os servidores, mas a garantiu para si próprio, seu vice e os vereadores.

Já Fernando, que é coordenador de Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Trabalhadores Técnico-Administrativos em Educação das Institutições Federais de Ensino Superior do Estado de Goiás (Sint-Ifes/GO) abordou o concurso público aberto pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e as inseguranças que afetam os servidores públicos federais.

Manzi explicou ao jornalista Roberto Nunes, que no momento em que ele se encontrava no estúdio da RT, dezenas de servidores da Saúde de Goiânia ocupava o auditório Carlos Eurico, na Câmara Municipal na primeira assembleia de 2018. "Além da reposição salarial estamos lutando contra o sucateamento do Sistema Único de Saúde (SUS), que é extremamente importante para a população", salientou. Na ocasião, @s trabalhador@s deliberaram por uma nova assembleia geral com indicativo de greve e por uma mobilização no plenário da Câmara no próximo dia 15. A concentração ficou agendada para as 8h30.

Concurso

A UFG abriu 108 vagas para técnicos administrativos em Goiânia, Aparecida de Goiânia , Catalão, Jataí e cidade de Goiás. "Os campus de Jataí e Catalão, hoje da UFG, devem se transformar em breve em universidades independentes", informou Fernando. O sindicalista lembrou que este deve ser um dos últimos concursos públicos, visto que o presidente Michel Temer (MDB) os proibiu, mantendo apenas aqueles que estavam em andamento.
 
Os cargos oferecidos são para ensino médio e superior e os salários variam de R$ 2.446,00 a R$ 4.180,00. As inscrições são exclusivamente pela internet - www.ufg.br -, de 9 de fevereiro a 8 de março.
carregando