• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Trabalhador
MENU

Resistência e enfrentamento na pauta do Ecofor

Encontro Regional de Formação da Região Centro-Oeste começou nesta quinta-feira, em Goiânia (GO)

Publicado: 19 Dezembro, 2019 - 15h57 | Última modificação: 19 Dezembro, 2019 - 16h33

Escrito por: Maísa Lima

Maísa Lima
notice
Ecofor começa em Goiânia com casa cheia. Todo o Centro-Oeste e o Tocantins representado

Começou nesta quinta-feira (19) o Encontro Regional de Formação da Região Centro-Oeste (Ecofor). Realizado pela Escola Centro-Oeste de Formação Sindical da CUT Apolônio de Carvalho (EcoCUT) o evento deve prosseguir até sábado (21), em Goiânia (GO).

Maísa LimaMaísa Lima
Bia de Lima, presidenta da CUT-GO fala sobre ataques aos trabalhadores

A abertura contou com as presenças dos presidentes/as da Central Única dos Trabalhadores (CUT) dos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e também do Tocantins, além de Rosane Bertotti, secretária nacional de Formação da CUT Brasil, e de Delúbio Soares, um dos fundadores da Central. No total, cerca de 150 lideranças sindicais estão participando do Ecofor.

Maísa LimaMaísa Lima
Abertura do Ecofor aconteceu no auditório da CUT Goiás

“O Ecofor tem como objetivo fazer um balanço das atividades formativas realizadas na região no último período e debater o papel estratégico da Formação da CUT e a Política Nacional de Formação (PNF) da CUT na região Centro-Oeste para o próximo ano, levando-se em conta a nova realidade da Central e do Brasil”, pontua Sueli Veiga Melo, coordenadora Geral da EcoCUT.

Maísa LLimaMaísa LLima
Dirigentes sindicais que sabem da importância da Formação

Nesta quinta, além da abertura e da saudação aos convidados e participantes, coube a Rosane Bertotti falar sobre A PNF e os Desafios para a Formação da CUT. Nesta sexta, a principal explanação ficará por conta de Sueli Melo - EcoCUT: Balanço e Papel Estratégico da Escola Centro-Oeste e da Formação na Região. Essa fala será seguida por uma análise da conjuntura atual e os desafios da CUT, que contará com as avaliações de Rosane Bertotti; Fátima Silva, secretária geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE); e dos presidentes da Estaduais - Bia de Lima (CUT-GO), Rodrigo Rodrigues (CUT-DF), Vilson Gregório (CUT-MS), Henrique Lopes (CUT-MT) e José Roque Santiago (CUT-TO).