• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Trabalhador
MENU

Plenária Estadual da CUT-GO será nesta sexta (3)

16ª Plenária da Central faz uma homenagem póstuma a Carlos Roberto Passos, dirigente sindical morto pela Covid-19

Publicado: 31 Agosto, 2021 - 10h19 | Última modificação: 31 Agosto, 2021 - 11h04

Escrito por: Maísa Lima

notice

A Central Única dos Trabalhadores no Estado de Goiás (CUT-GO) realizará nesta sexta-feira (3), das 8 às 17 horas, a sua 16ª Plenária Estadual Carlos Roberto Passos. O nome é uma homenagem póstuma ao seu secretário executivo, que presidia o Sindicato dos Auxiliares de Administração Escolar do Estado de Goiás (Sinnae-GO). O evento acontecerá no sistema híbrido, ou seja, parte presencial e parte virtual.

Carlinhos, que integrava também a Diretoria Plena da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee) e era diretor da Federação Interestadual dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino Privado do Centro-Norte (Fetraeep), sofreu um infarto em consequência da Covid-19, da qual tentava se recuperar. Sua morte precoce foi mais uma enorme e lamentável perda no triste momento em que vivemos e que faz dos trabalhadores e trabalhadoras suas grandes vítimas.

"O ano de 2021 tem sido um dos mais desafiadores da história da nossa Central pela dimensão das tarefas imediatas e estratégicas que temos enquanto dirigentes sindicais. Esse também é o ano da Plenária Nacional da CUT, que acontecerá entre os dias 21 e 24 de outubro e que é precedida das Plenárias Estaduais", salienta a presidenta da CUT-GO, Bia de Lima.

Se a pandemia de Covid-19 tem afetado o mundo todo, mostrou-se mais letal para a população brasileira (perdemos mais de 570 mil vidas), em especial à classe trabalhadora, pela negligência criminosa de um governo genocida comandado por negacionistas e uma elite inescrupulosa.

Caberá aos delegados e delegadas desta 16ª Plenária Estadual da CUT-GO atualizar a estratégia política e organizativa da Central, considerando a conjuntura e a realidade atual da classe trabalhadora.

Na Plenária Nacional vão somar-se todas as contribuições das Estaduais, o que possibilitará à CUT Brasil, maior central sindical da América Latina e 5ª maior do mundo, a se posicionar coletivamente em uma estratégia e um plano de lutas e de ações coerentes com seus desafios imediatos. Em suma, vai pontuar junto à sociedade o que a CUT pensa e fará a respeito das questões mais importantes para o destino da classe trabalhadora no Brasil.