• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

O fascismo mostra suas garras

Mestre capoeira é covardemente assassinado por apoiador de Bolsonaro

Publicado: 10 Outubro, 2018 - 14h43 | Última modificação: 10 Outubro, 2018 - 14h53

Escrito por: Maísa Lima

notice

A Central Única dos Trabalhadores no Estado de Goiás (CUT Goiás) lamenta profundamente o assassinato, na madrugada de segunda-feira (8), na região central de Salvador (BA), do mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, 63, conhecido como mestre Moa do Katende.

Defensor da cultura e do povo negro, Moa do Katende sempre lutou pela qualidade de vida para a população mais pobre e desfavorecida. Foi morto com 12 facadas nas costas desferidas por um apoiador do candidato à presidência da República e representante da ultra direita, Jair Bolsonaro, após declarar seu voto em Fernando Haddad: Paulo Sérgio Ferreira de Santana, 36, foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM).

O capoeirista é mais uma vítima do discurso de ódio professado por Bolsonaro, que por sua vez limitou-se a considerar o assassinato “um excesso” por parte do seu apoiador.

Agressões motivadas por um ambiente de ódio na política têm que ser investigadas e seus autores responsabilizados de forma rápida. A CUT Goiás exige que polícias e Ministério Público cumpram o seu papel.

 

Iêda Leal

Presidenta

carregando
carregando