• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Trabalhador
MENU

Goiás levará 15 ônibus com manifestantes a Brasília neste dia 30

Quem quiser participar dessa caravana em defesa da soberania, dos direitos e do emprego é só ligar na CUT Goiás

Publicado: 29 Outubro, 2019 - 12h37

Escrito por: Maísa Lima

notice

Cerca de 15 ônibus lotados de manifestantes - 5 sairão diretamente do interior para Brasília (DF) - seguirão para a capital federal nesta quarta-feira (30). Trata-se do Ato em Defesa da Soberania, Direitos e Empregos, que  inclusive ganhou mais reforços. Além das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, as principais centrais sindicais do País – Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Intersindical - também aderiram ao movimento.

Para participar do ato em Brasília, basta o(a) interessado(a) ligar para a CUT Goiás - (62) 3224-0169 - e informar o nome e o número da carteira de identidade. Haverá ônibus saindo do local (Rua 70, nº 661, Centro de Goiânia) às 5h30 da madrugada.

No programa Antena Ligada desta terça-feira (29), Napoleão da Costa, diretor da CUT Goiás e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), reforçou o convite. "Defender a soberania é defender nossas riquezas. O Brasil está se transformando em uma terra arrasada ao pretender privatizar empresas que dão lucro, como Correios, Petrobrás e Eletrobrás. O governo de Jair Bolsonaro (PSL) é claramente contra o povo", pontuou o sindicalista.

Serviço Público

Em participação por telefone à Rádio Trabalhador (www.radiotrabalhador.com.br), o representante da CSB em Goiás Eduardo Aires lembrou que às 16 horas de hoje haverá reunião do Fórum Permanente em Defesa dos Servidores e do Serviço Público em Goiás na Assembleia Legislativa (Alego). A pauta é a reforma da previdência que o governador Ronaldo Caiado (DEM) entregou ontem aos deputados estaduais.

"Pretende aumentar a alíquota de contribuição dos servidores e mais uma série de outras maldades e nem sequer discutiu os termos do projeto com as diversas categorias. Fez tudo às portas fechadas e ebtregou um enlatado à Alego. Todos os servidores públicos estão convidados. O momento é muito grave", destacou Eduardo.

Correios

Também presente na bancada da RT, Edimar Ferreira, diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias, Franqueadas, Coligadas e Subsidiárias no Estado de Goiás (Sintect-GO), explicou como a direção dos Correios est[á acabando aos poucos com o plano de saúde da categoria. "Estão sendo retirados todos os direitos. Temos apenas o direito de pagar", criticou.

Edimar também alertou a população para o desmonte que está acontecendo na estatal. "Estão acabando com o banco postal em várias cidades do interior e em muitas os Correios só irão abrir uma vez por semana. Um único carteiro ficará responsável pela entrega de correspondência em até três municípios", informou.