• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

"Espinha dorsal do processo contra Lula ruiu"

Diretor do Sintect-GO e bispo da Igreja Católica Anglicana analisam conjuntura atual em programa da Rádio Trabalhador

Publicado: 16 Janeiro, 2018 - 15h01

Escrito por: Maisa Lima, assessora de Comunicação da CUT Goiás

notice

O programa Antena Ligada, da Rádio Trabalhador - www.radiotrabalhador.com.br - entrevistou na manhã desta terça-feira (16), o diretor do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias,  Franqueadas,  Coligadas  e  Subsidiárias  no Estado de Goiás (Sintect-GO), Ueber Barboza; e Dom Orvandil, professor universitário, bispo da Igreja Católica Anglicana e titular do blog Cartas Proféticas.
 
Ao jornalista Roberto Nunes, os entrevistados fizeram uma ampla análise de conjuntura, onde a principal preocupação foi o julgamento do ex-presidente Lula, marcado para o próximo dia 24. Para Dom Orvandil, a espinha dorsal do processo contra ele ruiu diante da decisão da juíza Luciana Corrêa Tôrres de Oliveira, da 2ª Vara de Execução e Títulos no Distrito Federal. "Ela se contrapõe à investigação da Lava Jato sobre o triplex do Guarujá", observa o bispo.
 
O processo atende uma empresa que solicita o pagamento de dívidas em desfavor da OAS Empreendimentos. A juíza acatou e determinou ao Banco Central o bloqueio nas contas da empresa, encontrando apenas R$ 10 mil reais. A credora fez busca nos cartórios e achou num mesmo CNPJ quatro imóveis no Guarujá em nome da OAS. Um deles é o apartamento atribuído a Lula. Em Brasília, a juíza entende que cabe penhora do triplex por se tratar de dívidas contraídas pela OAS — que seria, de fato e de direito, proprietária do imóvel.
 
Ueber acredita que o ex-presidente está sendo vítima de uma perseguição, que é resultado do acirramento da luta de classes. "Pois Lula representa uma esperança para os trabalhadores, não só do Brasil, mas de toda a América Latina". O sindicalista lamentou a pronta adesão de parte da juventude ao discurso fácil da direita fascista, ao que Dom Orvandil emendou: "Os maiores disseminadores da ideologia fascista no País é a Rede Globo e as igrejas, aquelas que difundem o discurso: 'se eu não concordo, não pode existir'.
carregando