• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato

Antena Ligada desta terça-feira focou o julgamento do ex-presidente e amanhã, quarta (24), terá uma edição especial, inclusive com entrevistas fora do estúdio, em frente ao TRF de Goiânia

Publicado: 23 Janeiro, 2018 - 15h09

Escrito por: Maisa Lima, assessora de Comunicação da CUT Goiás

notice
 
O Brasil e o mundo estão voltados para Porto Alegre (RS), onde amanhã, 24 de janeiro, ocorrerá o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O programa Antena Ligada, da Rádio Trabalhador (RT) - www.radiotrabalhador.com.br - desta terça-feira não foi diferente. Os três convidados (os diretores do Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos e suas Concessionárias, Permissionárias,  Franqueadas,  Coligadas  e  Subsidiárias  no Estado de Goiás - Sintect/GO, Ueber Barboza e Alexandre Galvão; e Orvandil Moreira, bispo da Igreja Católica Anglicana e do blog Cartas Proféticas) debateram essa questão.
 
A opinião unânime dos entrevistados do jornalista Roberto Nunes é que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) poderá aprofundar a crise democrática brasileira se confirmar a decisão de condenação criminal do ex-presidente Lula. "Ela se deu sem nenhuma prova que a sustentasse, a fim de impedi-lo de se candidatar para as eleições de 2018", declarou dom Orvandil. "Tudo o que está acontecendo no Brasil hoje é para consolidar o golpe institucional que começou com o impeachment da presidenta Dilma”, completaram Ueber e Alexandre.
 
Os diretores do Sintect-GO também denunciaram o sucateamento deliberado dos Correios para forçar a privatização. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é uma das mais antigas do País. Foi fundada em 1663, mas vive hoje, sob o governo de Michel Temer (PMDB), seus piores momentos. A direção da estatal alega um déficit acumulado de R$ 4 bilhões nos últimos dois anos e com base nisso impõe uma dura agenda de reestrutução que passa pela demissão de milhares de funcionários e o fechamento de mais de 250 agências próprias em todo o Brasil.
 
 
Cobertura especial
 
Nesta quarta-feira (24), a Rádio Trabalhador estará lincada à Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço) do Rio Grande do Sul, compartilhando as transmissões do Ocupa POA e vai acompanhar toda a mobilização de Goiânia (GO), a começar pelo ato em frente à Justiça Federal na Rua 19, no Centro, a partir das 8 horas, até a passeata que sairá de lá, fará uma parada em frente à Catedral Metropolitana e terminará em uma concentração na Praça do Bandeirante.

 

Militantes, sindicalistas, pessoas ligadas aos movimentos sociais e a população serão entrevistadas nas ruas e no estúdio da RT pelos jornalistas do Coletivo de Comunicação da Central Única dos Trabalhadores no Estado de Goiás (CUT Goiás). Estes profissionais farão a cobertura fotográfica e em vídeo e a disponibilizará nas redes sociais dos seus respectivos sindicatos, enquanto a CUT Goiás se encarregará de fazer a ponte com a CUT Brasil, Rede Brasil Atual e TVT.
carregando