• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Boogarins realiza oficina de produção musical com adolescentes do CIP

Dez adolescentes morreram queimados no Centro de Internação Provisória em Goiânia (GO)

Publicado: 13 Julho, 2018 - 16h34 | Última modificação: 13 Julho, 2018 - 16h42

Escrito por: Claudia Nunes

notice
Tragédia sensibilizou os integrantes da banda

Nos próximos dias 16 e 17 (segunda e terça-feiras), a banda goiana de rock Boogarins realizará uma oficina de produção musical com os adolescentes do Centro de Internação Provisória (CIP) de Goiânia (GO). A oficina será realizada nos mesmo moldes do que já foi feito em festivais no Recife (PE) e Portugal, com a participação de fãs, que utilizando as plataformas digitais disponíveis, aprendem a compor músicas a partir de telefones celulares, por exemplo.

“No dia do incêndio que matou os dez adolescentes internados estávamos na cidade de Goiás para um show. Quando soubemos da notícia pela televisão ficamos muito sensibilizados. Já era um desejo nosso fazer essa oficina em Goiânia e então quisemos incluir os jovens que viveram essa tragédia e continuam no CIP, privados da liberdade e sem nenhuma perspectiva, em uma atividade que pode desenvolver um novo olhar sobre como criar e se expressar com poucas ferramentas,” explica Benke Ferraz, guitarrista da banda.

Segundo ele, a tragédia chamou a atenção dos integrantes da banda para esta parcela da juventude, que precisa enxergar um mundo diferente do que aquele que estão vivendo. “Acreditamos que a música pode proporcionar esta mudança e nós queremos e podemos colaborar, incentivando o exercício criativo e o poder de abstração para facilitar o processo de ressocialização, para que possa partir de dentro deles com mais força. É claro que deve haver um ambiente e ações educativas que garantam esta ressocialização,” disse ele.

A tragédia do CIP tem repercutido dentro e fora do País. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), com sede em Washington, nos Estados Unidos, publicou um comunicado de imprensa, no último dia 27 de junho, declarando-se alarmada com a incessante violência e as mortes de adolescentes no Sistema Sócioeducativo do Brasil.

carregando