• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
  • Rádio Trabalhador
MENU

Bia de Lima é eleita presidenta da CUT Goiás

Presidenta do Sintego conquistou 66,40% dos votos contra 33,53% do diretor do Sindsaúde, Mauro Rubem

Publicado: 12 Novembro, 2019 - 09h26 | Última modificação: 12 Novembro, 2019 - 09h53

Escrito por: Maísa Lima

notice

No sábado (11) aconteceu o 15º Congresso Estadual da Central Única dos Trabalhadores no Estado de Goiás (Cecut-GO), o qual elegeu a professora Bia de Lima, presidenta do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), para conduzir a central nos próximos quatro anos. 

Bia assume a CUT Goiás num momento em que os trabalhadores e trabalhadoras são acossados por retiradas de direitos, em nível nacional e estadual.

"A reforma da Previdência enviada à Assembleia Legislativa pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) é mais danosa que a aquela aprovada pelo Congresso Nacional. Acaba com os quinquênios, reduz salários e carga horária dos servidores. Impede até mesmo uma mãe de amamentar", afirmou a deputada estadual Adriana Accorsi (PT), que esteve presente no Cecut, assim como o deputado federal Rubens Otoni (PT).

Para a atual vice-presidenta da CUT-GO e secretária de Comunicação na nova gestão Iêda Leal, a CUT é uma construção coletiva e está ao lado da democracia. "Vamos continuar a luta contra o racismo, a homofobia e defeder as nossas bandeiras históricas, como a reforma agrária e o Sistema Único de Saúde (SUS)".

"Mais do que nunca precisamos erguer bem alto nossas bandeiras de luta históricas e encampar outras que nos permita enfrentar esse estado permanente de calamidade: por um lado temos o desemprego desesperador e este empurra o trabalhador para o trabalho precário", analisa Bia. E completa: "Quase 40 anos após o enfrentamento da ditadura e do empresariado ávido pelo lucro e pela exploração, de novo a CUT se vê no embate contra os desmandos autoritários. Estejamos preparados.", conclui