• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

10 de Novembro: O Brasil vai parar

Dia nacional de paralisação e mobilização

Publicado: 01 Novembro, 2017 - 13h48

Escrito por:

notice
 
Desde a derrubada parlamentar da presidenta Dilma em 2016 que a Frente Brasil Popular afirma tratar-se de um golpe de Estado, com apoio da mídia e do Judiciário, para atender aos interesses do grande capital – internacional e nacional – e de parlamentares envolvidos com corrupção 
 
A cada mês ficou mais claro que, agindo fora do ambiente democrático, as elites partiram para cima visando destruir direitos das classes trabalhadoras e impedir a mobilização popular.
 
Acontece que agora o governo do ilegítimo de Michel Temer (PMDB) está ainda mais fragilizado. Para tentar ganhar força novamente, ele buscará votar a Reforma da Previdência, atendendo aos interesses do grande capital.
 
Para a esquerda em geral é urgente rearticular as grandes mobilizações de rua, combinadas com intenso trabalho de base visando impor uma derrota progressiva ao governo ilegítimo e sua base golpista.
 
“Esse governo sem votos, reprovado por quase 90% da população, está provocando um retrocesso no país sem precedentes, aprovou uma reforma trabalhista nefasta que, além de destruir a CLT e conquistas de décadas, compromete o futuro de toda uma nação”, afirmou Sérgio Nobre, secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT).
 
Neste 10 de novembro sairemos de novo às ruas em todo o País para afirmar em alto e bom som: Fora Temer, Nenhum Direito a Menos, Eleição sem Lula é Fraude, Diretas Já e anulação da Reforma Trabalhista já!
carregando